Category Archives: Roupas de Bebê

10 mar

5 dicas para comprar roupas importadas para bebê

Comprar roupas importadas para bebês é uma das tarefas mais divertidas da maternidade. Sim! Vestir os pequenos e deixá-los ainda mais fofos dá muito prazer às mamães. São tantas coisas lindas disponíveis no mercado, que encher as sacolas com peças infantis fica muito fácil!

Nesse universo, há lindas roupas de marcas nacionais, mas existem também as incomparáveis peças importadas que, além de diferenciadas em termos de modelos e materiais, são confortáveis, duráveis e oferecem um ótimo custo-benefício.

As roupas infantis importadas normalmente possuem um padrão de qualidade inquestionável e o estilo não falta nas peças gringas. Uma é mais linda que a outra, a ponto de fazer qualquer mamãe babar.

Vestido de festa infantil

Vestido de festa infantil

Apesar das incontáveis vantagens de adquirir peças importadas, será que com o dólar em alta, comprar roupinhas de marcas internacionais continua sendo um bom negócio? Continua sim, desde que você adote medidas estratégicas para acertar nas compras. Quer saber que medidas são essas? Então veja nossas dicas para comprar roupas importadas para seu bebê.

Planeje suas compras e mantenha o foco

Para não comprar itens desnecessários, planeje as compras de roupinhas importadas com antecedência. Leve em consideração as peças que seu filho já tem, faça uma lista com as que o bebê está precisando e procure limitar as aquisições aos itens predefinidos. Só faça concessões se a oferta for realmente vantajosa ou se você lembrar de alguma coisa que não foi colocada na lista por esquecimento.

Embora as peças importadas possuam preços acessíveis, é importante manter o foco e evitar as compras por impulso. Antes de comprar uma roupa importada, pergunte a si mesma se aquele item combina com seu filho, se a roupa serve na criança, se há ocasiões oportunas para usá-la, se há espaço suficiente para guardar, se ela já não tem uma roupa muito parecida e por aí vai. Essa postura vai te ajudar a adotar um consumo consciente e eficiente.

Considere o tamanho das peças

Outro ponto importante na compra de roupas importadas para bebê é considerar o tamanho das peças. Se você comprar as roupinhas em lojas físicas no exterior, atente-se às etiquetas e seções.

Se seu filho estiver para nascer, for recém-nascido ou tiver até 9 meses, visite a seção Newborn. Crianças de 9 a 24 meses vestem roupas da seção Infant. De 2 a 4 anos, procure a seção Toddler. Dos 4 ao 7 anos, a seção recomendada é a Kids. E garotas e garotos acima de 7 anos encontram suas roupas nas sessões boys sizes e girls sizes.

Em relação aos tamanhos, a equivalência é a seguinte:

  • 2-3 nos EUA equivale a tamanho 2 no Brasil
  • 4-5 nos EUA equivale a tamanho 4 no Brasil
  • 6-7 nos EUA equivale a tamanho 6 no Brasil
  • 8-9 nos EUA equivale a tamanho 8 no Brasil

Ao escolher roupas importadas para seus filhos, tenha sempre em mente que crianças crescem rápido, portanto, evite comprar roupas muito justas ou curtas, pois elas vão acabar sendo pouco aproveitadas. As roupas tamanho RN, por exemplo, possivelmente não caberão mais no seu baby já nas primeiras semanas de vida. Para não errar na escolha, respeite as faixas indicativas de idade, mas considere também o tamanho e peso do seu bebê, pois é comum que crianças de 3 meses já vistam roupinhas de 6 meses tranquilamente.

Conjunto chique infantil feminino

Conjunto chique infantil feminino

Compre roupas importadas online

Nas lojas virtuais nacionais, a compra de roupas importadas é mais simples, pois os tamanhos já estão convertidos para o tamanho Brasileiro, o que facilita a escolha e evita erros. Ainda assim, se depois de provar o produto, a mamãe resolver trocar por um maior ou menor, a troca pode ser realizada.

Além das facilidades no que diz respeito ao tamanho, as lojas virtuais trazem mais praticidade e conveniência, já que nem todo mundo pode viajar para o exterior para comprar roupas importadas. Nesse caso, é possível pesquisar e comparar preços sem bater perna, a compra é feita em alguns cliques, você economiza gastos com passagem, evita despesas extras com tarifas alfandegárias e recebe a encomenda rapidamente e no conforto do seu lar.

Em compras virtuais, é indispensável optar por lojas confiáveis, que tenham selos indicativos de segurança e possuam uma boa reputação junto aos consumidores. Aproveite para analisar as formas de pagamento possíveis e checar as políticas de troca e entrega. Antes de comprar, certifique-se que há o produto em estoque, pois algumas lojas trabalham com encomendas e o envio pode ultrapassar 45 dias. Dê preferência a lojas que ofereçam roupinhas importadas a pronta-entrega, assim você evita a ansiedade excessiva.

e-Roupas de Bebê é uma ótima alternativa para quem quer comprar online as roupinhas do bebê, de maneira segura, rápida e garantida.

Vestido para bebê de festa infantil

Vestido para bebê de festa infantil

Observe o material e a praticidade da peça

Algumas roupas de bebês são lindas, mas nada práticas e confortáveis. Cheias de botões, cordões e aplicações, tornam-se difíceis de lavar, passar e conservar. Na hora da compra de roupinhas importadas, dê preferência a peças de fácil conservação, que sejam confeccionadas com materiais duráveis e confortáveis, a exemplo do algodão.

Aproveite para conferir a etiqueta com as especificações de lavagem e se certificar de que o tecido é hipoalérgico, macio e resistente a problemas, como as indesejáveis bolinhas. Se a compra for feita online, leia a descrição do produto atentamente e, caso seja necessário, esclareça suas dúvidas através do chat ou SAC.

Pense na economia quando for às compras

Por fim, procure economizar. Pesquise e compare preços, se estiver comprando no exterior, converta o dólar para real, busque promoções e cupons de descontos, calcule o frete os impostos, evite as aquisições por impulso e cogite a possibilidade de comprar marcas importadas em lojas virtuais nacionais.

Para completar, pense no custo-benefício dos produtos, evite fazer estoques de roupas do mesmo tamanho, leve em consideração as formas de pagamento e dê preferência a roupinhas bonitas e resistentes, afinal, comprar roupas de má qualidade é assumir o risco de jogar dinheiro fora.

E aí, você gostou das nossas dicas de como comprar peças importadas de vestuário? Vai colocá-las em prática para comprar lindas roupinhas importadas para o seu bebê? Já comprou roupas gringas alguma vez? Tem outras dicas interessantes para compartilhar? Comente!

25 fev

Enxoval para bebê: confira o que não pode faltar

Basta o teste de gravidez dar positivo, que a futura mamãe já começa a sonhar com o enxoval do bebê. E não é para menos! O mercado infantil é cheio de possibilidades e repleto de coisas lindas que enchem os olhos de qualquer pessoa, quem dirá de uma gestante que está com as emoções à flor da pele e ansiosa pela chegada do pequeno.

É comum que, antes mesmo de saber o sexo do bebê, as primeiras compras sejam feitas. Em muitos casos, itens desnecessários são adquiridos e algumas peças nem chegam a ser usadas. Nesse caso, as aquisições apenas representam mais gastos, mais trabalho e menos espaço em casa.

Para que isso não aconteça com você, listamos todos os itens essenciais para montar um enxoval sob medida para o seu bebê. Quer saber o que não pode faltar? Então vem ver o nosso checklist!

Roupinhas

As roupinhas são essenciais não apenas para que os bebês fiquem lindos, mas também para a proteção térmica dos pequenos, portanto, elas não poderiam ficar de fora da nossa lista.

Apesar das roupas serem muito importantes, é preciso moderar na quantidade, pois na fase inicial da vida, os bebês ganham muitas roupas de presente. Além do mais, as crianças crescem muito rápido. Se você comprar roupas demais, pode ser que seu filho cresça e nem chegue a usá-la.

cj 2 pc xadrez vermelho RN

cj 2 pc xadrez vermelho RN

Evite os estoques. Compre os itens básicos, em quantidades moderadas. É melhor comprar mais peças à medida que o bebê crescer e a necessidade aparecer. Por exemplo, se a família for convidada para uma festa, você pode comprar uma roupa mais social infantil específica para a ocasião.

Outro ponto a ser considerado é o tipo de roupinha. Ela deve ser confortável e segura, sendo assim, priorize peças macias, hipoalérgicas e que não apertem e nem arranhem a pele sensível da criança. Além disso, evite roupinhas com cordões muito longos, botões e apliques fáceis de retirar.

cj 3 pecas chicks dig me 6-9 meses

cj 3 pecas chicks dig me 6-9 meses

Em relação às quantidades, veja a seguir uma sugestão básica para montar o enxoval:

  • 6 bodies de mangas curta;
  • 6 bodies de mangas longas;
  • 6 culotes;
  • 3 pares de meias;
  • 6 macacões.

Considere a estação do ano em que o bebê vai nascer para escolher os tecidos. O outono e o inverno pedem roupinhas de materiais mais quentes, a exemplo do plush. Na primavera e no verão, abuse do algodão. Vale ressaltar que no inverno as roupas demoram um pouco mais a secar, então você pode aumentar um pouco a quantidade de bodies e macacões.

Conj 2 peças infantil feminino RN Hello Kitty

Conj 2 peças infantil feminino RN Hello Kitty

Fraldas, roupa de cama e banho

Não basta pensar nas roupinhas na hora de montar o enxoval! É preciso lembrar também das atividades do dia a dia e, nesse sentido, alguns itens podem facilitar – e muito – a vida das mamães. Estamos falando das roupas de cama e banho!

  • 3 toalhas felpudas;
  • 3 toalhas fralda;
  • 3 conjuntos de lençol para carrinho;
  • 2 mantas, uma fresca e uma quentinha;
  • 5 fraldas de boca;
  • 5 fraldas de ombro;
  • 1 Mosquiteiro (você vai precisar se a região tiver muitos insetos).

Há quem ache as fraldas de tecido desnecessárias, mas as menores limpam a boca e o rostinho do bebê, enquanto as maiores podem ser colocadas no ombro da mãe para o bebê arrotar, podem servir de cortina para tampar a entrada de sol no carro ou podem ser usadas para cobrir os seios das mamães que não querem deixá-los tão à mostra durante a amamentação.

Ao escolher roupas de cama e banho, aposte em tecidos macios, de preferência 100% algodão ou malha, pois são mais agradáveis, frescos e fáceis de higienizar.

Pense também na praticidade. Peças com babados, por exemplo, podem dar trabalho no dia a dia, já que requerem mais tempo na hora de passar.

Por fim, capriche na escolha das toalhas. Os modelos com capuz são ótimos, pois protegem a cabecinha das crianças do vento e facilitam na hora de secar o cabelo.

Higiene

O kit higiene é extremamente necessário para o enxoval infantil. Muitas vezes, grandes kits são comercializados e nem todos os itens são necessários, mas uma coisa é certa: comprar os itens avulsos é uma boa maneira de economizar.

Existem kits com potes de algodão e cotonete, tigela, pote para pomada de assadura, termômetro, escova, tesoura. Aqui não há regras! Escolha um kit do tamanho que desejar, mas o que não pode faltar em termos de higiene são os seguintes itens:

  • 2 pacotes de algodão;
  • 2 pacotes de lenços umedecidos;
  • 2 sabonetes neutros;
  • 1 conjunto com cortador, tesoura e lixa;
  • 1 bisnaga de creme antiassadura;
  • 1 conjunto de pente e escova para cabelo;
  • 3 pacotes de fraldas descartáveis;
  • 1 garrafa térmica para facilitar as trocas de fralda com água morna;
  • 6 caixas de absorventes de seio.

A regra de ouro aqui é não comprar muitas fraldas descartáveis, pois algumas marcas podem provocar alergias.

Móveis

Já viu quartos cheios de móveis que não têm utilidade e deixam o ambiente da criança menos funcional? Evite esse problema e adquira itens que deixem o quartinho bonito, mas que ao mesmo tempo desempenhem uma função além de decorativa. Você vai precisar de:

  • 1 berço com certificação do INMETRO;
  • 1 cadeira/poltrona de amamentação;
  • 1 guarda-roupa infantil ou cômoda.

Os nichos e prateleiras não são obrigatórios, mas podem ser usados para decorar o ambiente e guardar objetos.

Enfeites, bonecas, quadros, lustres e pelúcias podem ser usados para complementar a decoração, mas evite excessos para não poluir visualmente o quarto e nem acumular poeira, provocando alergias no seu bebê.

Acessórios e itens de passeio

Para finalizar nossa lista de itens essenciais, não poderiam faltar os acessórios usados no dia a dia, bem como, os objetos de passeio:

  • 1 babá eletrônica;
  • 1 banheira;
  • 1 trocador;
  • 1 cadeirinha de carro;
  • 1 carrinho de passeio;
  • 1 Canguru ou Sling.

A banheira pode ou não ter suporte, além de diferenciais, como porta sabonete e porta shampoo. Existem também as banheiras infláveis para levar em viagens. A escolha dos modelos é pessoal, mas uma boa dica é considerar o tamanho do banheiro antes da compra.

O trocador pode ser avulso, encaixado no berço ou embutido na própria cômoda onde as roupinhas são guardadas.

A cadeirinha de carro precisa ter o selo do INMETRO e o tamanho deve ser escolhido de acordo com a indicação de peso e idade. Observe também o tecido e as facilidades de limpeza.

Quanto aos carrinhos, verifique também o selo do INMETRO e certifique-se de que itens, como as travas, cintos e freios funcionam adequadamente para garantir a segurança do seu filho.

Itens opcionais

  • Sapatinhos: Eles são lindos, mas os recém-nascidos não precisam, pois costumam usar macacões com pezinho ou meias.
  • Pagão: O conjunto de pagão combina com um casaquinho, uma camiseta e uma calça de malha, mas o body e o culote cumprem a mesma função e, além disso, são mais práticos.
  • Saída de maternidade: Você não precisa adquirir um conjunto de manta e macacão combinando. Pode fazer a sua própria combinação!
  • Cueiro: Se você já tem mantas, não há a necessidade de comprar o cueiro, a menos que queira muito.
  • Luvas: Só compre luvas se a região realmente for muito fria. Num país tropical como o nosso, esse item é desnecessário na maioria das vezes. Algumas mães colocam luvas para os bebês não se arranharem, mas se as unhas forem mantidas curtinhas, não há esse risco.
  • Conta-gotas: Não precisa comprar conta-gotas à parte. Dificilmente seu bebê precisará de remédios e, se precisar, boa parte deles já vem com o próprio conta-gotas.
  • Fita-crepe: Você certamente não vai precisar desse item em tempos de fraldas descartáveis.
  • Almofada específica para amamentar: Qualquer almofada pode te oferecer mais conforto na hora da amamentação. Teste as almofadas da sua casa antes de adquirir almofadas específicas.
  • Protetor de berço: Apesar de lindo, esse item não costuma ser seguro. Se você não abrir mão dele, prefira os modelos mais finos.
  • Babadores: Os babadores podem ser úteis, mas deixe para comprar quando o baby desmamar.
  • Mamadeira: Compre apenas depois que o bebê desmamar ou se você tiver algum impedimento para amamentar.
  • Perfume: compre colônias apenas se fizer questão. Aplique na roupa e não diretamente na pele do bebê — no entanto, observe se o produto não provoca algum tipo de alergia nele. Óleos podem facilitar o deslizar das mãos nas massagens anticólicas.
Conjunto para bebê

Conjunto para bebê

Gostou da nossa lista? Ela vai ser útil na montagem do seu enxoval do bebê? O que você acha que não pode faltar em enxoval para bebê? Comente!

 

18 fev

9 dicas de tipos de roupas de bebê que seu filho precisa

Uma das tarefas que as futuras mamães mais gostam durante a gravidez, com certeza, é a escolha do enxoval. Montar o quarto e escolher as roupinhas que vestirão o bebê nos seus primeiros meses de vida é um grande prazer para pais de primeira viagem ou até mesmo para os mais experientes, já que cada filho traz uma emoção única.

Mas nem sempre a gestante acerta na escolha, já que as lojas exibem uma infinidade de roupinhas com babados, laços e detalhes que podem pôr em risco a segurança do bebê ou simplesmente oferecem um desconforto desnecessário.

Para ajudar os futuros pais nessa deliciosa tarefa de escolher as roupas de bebê, preparamos algumas dicas de peças que não podem faltar no enxoval:

Bodies

Há quem diga que essa é a peça curinga no enxoval do bebê — realmente, os bodies são confortáveis, práticos e bonitos. Com tamanhos que vão desde o recém-nascido até quase 2 anos, é um item versátil que vai vestir o seu bebê por muito tempo. De manga longa, curta ou até sem manga, eles podem ser encontrados em várias cores, desde os tons pastéis até coloridos vibrantes, com estampas e desenhos infantis.

Alguns modelos possuem uma abertura no pescoço que facilita a colocação, pois permite vestir o bebê por cima ou por baixo. A abertura inferior geralmente é feita com botões, e é possível comprar extensores para prolongar o uso da peça ao longo do crescimento do bebê. A grande vantagem dos bodies é que, como são fechados por baixo, ao segurar o bebê a roupa não sobe, mantendo o bebe aquecido e protegido mesmo estando no colo.

Camisetas e camisas

São encontradas em vários tecidos e estilos, e podem ser usadas combinadas com bermudas, jardineiras, calças ou apenas com a fralda nos dias de mais calor. As camisetas também podem ser colocadas por baixo do macacão, para complementar e aquecer o bebê nos dias mais frios. No caso de camisas mais tradicionais, a dica é procurar peças com a gola de algodão, material mais macio e indicado para ficar em contato com a pele sensível do pescoço do bebê.

Culotes e mijões

Esse tipo de calça de tecido mais leve é perfeita para ser usada acompanhando os bodies ou as camisetas, ou mesmo por baixo do macacão nos dias de temperaturas mais baixas. Outra vantagem é a possibilidade de trocar apenas essa peça se houve algum acidente na hora de trocar a fralda. Também são usados bastante na hora de dormir, pois são confortáveis e práticos.

Macacões

Outra peça prática que está sempre presente no guarda-roupas dos bebês são os macacões, que podem ser de manga longa, manga curta, com ou sem pezinho e de tecidos leves ou mais quentes. Dependendo do estilo, ele pode ser usado como pijama ou até mesmo para sair. Os modelos com botões na frente são mais fáceis de serem colocados, mas existem modelos com abertura inferior que também são práticos e bastante úteis.

Casaquinhos

Uma opção indispensável para aquecer o bebê nos dias mais frios, os casaquinhos são fáceis de vestir e podem ser encontrados em diversos tecidos, desde os tradicionais de lã até os mais modernos, de malha, linha ou moletom. Uma boa dica é comprar modelos maiores, que podem ser usados por mais tempo (usando a manga dobrada nos primeiros meses). Cores neutras também são mais indicadas, pois combinam com vários outros itens do guarda-roupas da criança.

Vestidos

Podem ser usados desde os primeiros meses, e são o xodó das mamães. Na hora de escolher o vestido para uma bebê mais novinha, prefira modelos com poucos babados e fitas, que podem representar um risco. Os modelos regata (sem manga) são perfeitos para o verão, e as peças com manga comprida podem ser usados com calça ou legging no inverno.

Gorros e chapéus

Para proteger o bebê e garantir que ele se mantenha aquecido nos dias de inverno, os gorros são opções práticas e podem ser encontrados em diversas cores e tecidos, sendo que o mais comum (lã) pode causar alergias. Para os dias de calor e sol forte, um chapéu ajuda a proteger a pele sensível do bebê. Procure modelos que cubram as orelhinhas e que prendem debaixo do queixo, para evitar que caia quando o bebê se movimentar.

Meias

As meias devem ser confortáveis, sem elásticos que apertam demais ou dificultam sua colocação. Além de complementar o visual, as meias aquecem os pés dos bebês e podem ser usadas com qualquer roupa, desde macacões e bodies até calças e culotes. Atualmente, é possível encontrar uma grande variedade de meias para bebês, desde as mais leves até as com solado antiderrapante ou imitando sapatinhos.

Sapatinhos

Os sapatos são peças dispensáveis para bebês que ainda não andam, mas se forem feitos de tecido ou materiais leves e confortáveis, eles podem ser usados esporadicamente para compor o look. Quem resiste a um sapatinho de bebê? Com modelos delicados e em várias cores, os sapatinhos podem ser encontrados em tamanhos até para recém-nascidos.

Dicas para escolher e cuidar das roupinhas de bebê

  • Na hora de comprar, escolha um tamanho maior do que a numeração que o bebê está usando. Mesmo que nos primeiros dias ela fique folgada, em pouco tempo ela servirá perfeitamente.
  • No verão, dê preferência a tecidos leves e naturais, como algodão.
  • No inverno, roupinhas de plush, lã e moletom ajudam a aquecer o bebê.
  • Use as tabelas de orientação das marcas para escolher o tamanho correto, de acordo com a idade, altura e peso do bebê.
  • Sempre siga as instruções de limpeza na etiqueta das roupas — algumas peças não podem ser lavadas na máquina ou deixadas ao sol para secar.
  • Use um sabão específico para lavar as roupas do recém-nascido, de acordo com a orientação do seu médico. Lavar a roupa do bebê separadamente também é um cuidado importante nos primeiros meses.
  • Evite vestir o bebê em “camadas”. Uma peça de roupa de tecido mais quente é mais prática do que várias peças de roupa leves.
  • Organize as roupas de bebê no armário de forma prática e acessível.
  • E, principalmente, aproveite o momento das trocas de roupa do bebê para estreitar seus laços com ele, através de conversas, massagens e toques suaves.

E você, já conhecia essas peças indispensáveis de roupinhas de bebê? Quais delas você já comprou? Deixe seu comentário!

 

15 jan

Roupa para bebê menina

É possível alugar roupinhas de bebê?

A moda infantil traz uma série de possibilidades. São tantas roupas e acessórios lindos, que papais e mamães normalmente se veem perdidos na hora de escolher as peças para seus filhos. O resultado da indecisão é, quase sempre, a sacola cheia de roupinhas que às vezes nem chegam a ser usadas.

Em tempos de crise, é importante buscar soluções para o consumo sustentável. Não que os pais devam deixar de lado as compras de roupinhas para seus bebês! Mas, em vez de encher o armário com itens que eles não terão tempo de usar, justamente porque crescem rápido demais, o ideal é evitar as compras por impulso e recorrer a lojas que ofereçam um bom custo-benefício. Vale destacar que as compras online são ótimas pedidas nesse sentido, pois além da enorme variedade e da conveniência típica das lojas virtuais, na rede é possível pesquisar e comparar preços, além de encontrar promoções maravilhosas.

É possível alugar roupinhas de bebê?

É possível alugar roupinhas de bebê?

Outra solução para economizar e driblar o crescimento “meteórico” dos pequenos é alugar roupinhas de bebê. Sim! Pode ser muito vantajoso locar peças importadas em ocasiões especiais, como festas de casamento, celebrações na escolinha, ensaios fotográficos ou festejos que acontecem apenas uma vez por ano.

Quer saber quais são as vantagens de alugar roupas de bebês e descobrir como esse tipo de serviço funciona? Então continue lendo o nosso artigo!

Como e onde a ideia de alugar roupinhas de bebê começou?

As empresas Plum (Estados Unidos) e Lütte-Leihen (Alemanha) foram as pioneiras no serviço de locação de roupas casuais para os pequenos — o surgimento e crescimento desse modelo de negócio ocorreu na última década. Entretanto, o aluguel de roupinhas de festa, especialmente para damas e pajens, existe há muito mais tempo.

Pautada nos princípios do compartilhamento, economia e sustentabilidade, a locação de roupas infantis está ganhando espaço no Brasil.

Body para bebê menina

Body para bebê menina

Como funciona aluguel de roupinhas infantis

Na Alemanha, a Lütte-Leihen trabalha da seguinte forma: o cliente paga uma mensalidade super em conta e escolhe um kit de roupinhas que varia entre 9 e 11 peças, entre pijamas, casacos, macacões, gorros, meias, vestidinhos, calças, etc. As peças são enviadas pelo correio e quando as roupas não cabem mais, elas podem ser substituídas por itens equivalentes, porém em tamanho maior.

No Brasil, normalmente o aluguel é feito por peça. Em uma loja de locação de vestuário, os pais podem escolher dentre as possibilidades e fecham o contrato de aluguel. No contrato, ficam estipulados o preço, a data de devolução e também a multa caso a peça seja devolvida com algum dano.

Conjunto de inverno para bebê

Conjunto de inverno para bebê

Prós e contras do aluguel de roupinhas de bebê

Como tudo na vida, a locação de roupas infantis tem pontos positivos e negativos. Veja as vantagens e desvantagens dessa prática para fundamentar a sua decisão:

Prós

  • Em festas e outras ocasiões especiais, seu filho pode ficar bem-vestido e usar uma roupa diferenciada, sem que isso pese no bolso;
  • O aluguel de roupinhas ajuda a economizar espaço no armário, sobretudo no que diz respeito às volumosas roupas de festa;
  • Quando a roupa é alugada, não há o risco de que ela fique perdida antes mesmo da criança usar porque não serve mais. Nada pior do que investir um dinheirão em uma roupa maravilhosa que a criança usa uma única vez ou nem chega a vestir;
  • As roupas alugadas costumam ser entregues totalmente limpas, passadas e em perfeitas condições de uso;
  • Com a possibilidade de alugar roupas de festa, os pais podem focar nos itens básicos e optar por roupinhas mais sofisticadas e adequadas de acordo com o tipo de evento;
  • Se a criança tem uma vida social ativa e vive em eventos com seus pais, alugar roupinhas é uma maneira interessante de não repetir os looks. Algumas lojas brasileiras alugam vestidos de festa, roupas sociais e trajes para batizados, como o Mandrião, as tradicionais camisolas longas;
  • O aluguel de roupinhas pode se transformar em um negócio para os pais. As roupas que não cabem mais normalmente são doadas ou vendidas em bazares, mas caso os pais estejam dispostos, as dos seus filhos podem também ser alugadas.

Contras

  • A roupa não é do locador, logo, se você amar a peça e quiser guardar para um próximo filho ou até mesmo usar mais vezes, esse reaproveitamento não será possível;
  • Em caso de rasgos ou manchas irreversíveis, o locador terá que pagar uma multa que encarecerá o preço da locação — por vezes, superará até mesmo o preço da compra de uma roupa nova;
  • A depender da peça, o aluguel pode ficar mais caro do que comprar uma roupinha importada;
  • Você terá que dispor de tempo para ir às lojas de locação procurar, provar e escolher as roupas. Da mesma forma, alguns dias depois, terá que retornar para fazer a devolução.
Blusa e calça para criança feminina

Blusa e calça para criança feminina

Dicas para quem quer alugar roupinhas infantis

  • Escolha uma empresa confiável e, se possível, busque referências com amigos, familiares e outros consumidores na internet;
  • Avalie se o aluguel realmente compensa. Entre alugar um vestido de festa por R$ 150 e pagar R$ 200 na compra de um vestido novo, certamente a segunda opção é mais vantajosa — mesmo que a criança use uma única vez, o vestido novo poderá ser vendido ou alugado posteriormente por um preço similar ao da locação;
  • Cheque se a roupinha está em perfeitas condições de uso. Observe se ela não está encardida, descosturada ou com bordados danificados. A roupa pode até ser alugada, mas não deve estar desgastada a ponto de revelar que foi usada muitas vezes;
  • Ao fechar um contrato de locação de vestuário, leia atentamente todas as cláusulas e respeite as especificações da empresa. Se a entrega está agendada para a segunda-feira, não atrase, caso contrário, você estará sujeito a multas e o barato sairá caro. Fica a dica!

E aí, você gostou do nosso artigo? Alugaria roupas para seu filho ou prefere comprá-las? Já apostou na locação de vestuário alguma vez? O que achou da experiência do aluguel? Compartilhe suas opiniões e experiências conosco através dos comentários. Continue acompanhando as novidades do nosso blog!

8 jan

Conjunto de roupas para bebê

Guia: Como comprar roupas importadas para bebê e economizar?

Não dá para negar que as roupas infantis importadas são realmente diferenciadas. A qualidade é indiscutível e, no quesito estilo, as peças gringas também não deixam a desejar. Não é à toa que muitas mamães optam por montar o enxoval dos pequenos no exterior. Durante muito tempo, compensou viajar para comprar roupas importadas de bebê, mas com o dólar em alta, será que essa prática se mantém vantajosa?

O fato é que mesmo com a economia não favorável à aquisição de itens importados, é possível, sim, continuar vestindo seus filhos com roupinhas importadas, sem que isso pese no bolso — basta adotar algumas estratégias para economizar nas compras.

Quer saber como comprar roupas importadas para o seu bebê sem gastar muito? Então confira o guia exclusivo que preparamos para você. São dicas simples, mas que vão te ajudar a economizar um bom dinheiro na hora das compras. Vem ver!

Guia Como comprar roupas importadas para bebê e economizar

Guia Como comprar roupas importadas para bebê e economizar

Monte uma lista antes de ir às compras

Uma regra de ouro para manter o foco e evitar gastar rios de dinheiro com o enxoval do bebê é montar uma lista com os itens que o pequeno vai precisar, especificando a quantidade de macacões, casaquinhos, vestidos, calças, camisetas, pijaminhas, etc. Nesse processo, você pode olhar várias sugestões de listas e fazer uma seleção de acordo com a sua realidade, com base no que julga necessário para seu baby e também no valor que você tem disponível para investir.

Isso não vale unicamente para as gestantes que estão planejando os primeiros meses de vida dos filhos. Pelo contrário! As listas devem existir em toda a jornada das mães. Por exemplo, se a criança já crescidinha tem uma festa para ir, a mãe deve listar o que precisa comprar, incluindo a roupa nova, um eventual sapato, um acessório, o presente do aniversariante e por aí vai. Essa atitude impede que você compre várias roupas, vários sapatos, vários acessórios que seu filho nem chegará a usar, justamente porque cresce rápido e amanhã a necessidade será outra. Fica a dica!

Conjunto jeans 3 Pecas girl 2T-nannette

Conjunto jeans 3 Pecas girl 2T-nannette

Pesquise e compare preços

Tanto nas compras em lojas físicas quanto nas aquisições em lojas virtuais, é importante que você não encha as sacolas no primeiro estabelecimento, ainda que as ofertas sejam tentadoras. Antes de fechar negócio, pesquise e compare preços, pois pode haver diferenças gritantes de um estabelecimento para o outro. Nas compras online, use ferramentas como comparadores de preços e buscas de produtos para fazer a pesquisa e comprar de maneira consciente. Já nas compras presenciais, não há outra medida a não ser bater perna e pechinchar no comércio. Nada de comprar na primeira loja que encontrar pela frente, entendido?

Roupas de bebe para festa

Roupas de bebe para festa

Faça a conversão do preço do dólar para real

Se você estiver viajando e encontrar em outro país roupinhas ideais para seus filhos, tenha sempre uma calculadora em mãos e não deixe de fazer a conversão do dólar para o real. Por incrível que pareça, mesmo em tempos de dólar em alta, a compra no exterior pode compensar. Marcas importadas super badaladas são vendidas lá fora por preços acessíveis, isso porque, a carga tributária no Brasil acaba encarecendo os itens estrangeiros.

Por outro lado, comprar em sites gringos pode ser perigoso para seu bolso. Marcas como a Carter´s, por exemplo, exportam para o Brasil, mas sem nenhuma vantagem financeira. O preço do produto é em conta, mesmo depois de convertido para o real, no entanto, a taxa de envio é alta e o preço final não compensa — além da possibilidade de você ser taxada quando a sua compra chegar no Brasil.

Vestido de bebê

Vestido de bebê

Calcule o frete e os impostos

Ao comprar roupas importadas, você não deve considerar unicamente o preço da peça. O custo final dependerá de outros valores, como, por exemplo, a taxa de envio e os tributos de importação. Por falar nisso, remessas internacionais no valor total de, no máximo, US$ 50, estão isentas da cobrança de impostos, desde que o destinatário e o remetente sejam pessoas físicas e que a encomenda seja transportada pelo serviço postal. Fora esse perfil de remessa, as encomendas estão sujeitas à taxação — podendo encarecer o produto adquirido em até 60%.

Sapatilha infantil bege

Sapatilha infantil bege

Busque promoções

Uma forma muito eficaz de economizar na compra de roupas importadas é buscar (e aproveitar) promoções. Na mudança de estações é comum encontrar peças básicas e atemporais por bons preços. Períodos sazonais, como Black Friday, Natal e Ano Novo também são ótimos para encontrar descontos atrativos. Só não vale comprar um vestido tamanho 4, se a sua filha tem só um ano. Mesmo que o preço seja irresistível e a peça seja linda, pode ser que após alguns anos, a roupa já esteja completamente ultrapassada. Nesse caso, o barato sairá caro e você vai acabar jogando dinheiro fora.

Vestido infantil azul importado

Vestido infantil azul importado

Aposte nas lojas virtuais nacionais

Quem foi que disse que precisa viajar para o exterior para comprar roupinhas importadas para o seu bebê? Hoje, a tecnologia permite aos consumidores que eles comprem produtos sem sair do conforto do seu lar e sem a necessidade de gastar com viagens. Se você quer economizar na hora de vestir seus pequenos, uma ótima alternativa é comprar em lojas online.

É possível comprar diretamente no e-commerce das marcas ou recorrer a revendedores multimarcas. A segunda opção é mais indicada, pois no site das marcas, a entrega é mais demorada e o preço tende a ser maior por conta das taxas de importação. Nos e-commerces nacionais, você conta com agilidade na entrega e já encontra, imediatamente, o preço do produto na moeda local, sem acréscimos de tributos ou riscos de taxas excedentes. Para completar, nas lojas virtuais multimarcas, os papais e mamães acham uma enorme variedade de produtos e têm acesso às grifes infantis mais famosas do mundo, como Carter´s, Nannette, Ralph Lauren, Baby Gap, OshKosh, Nike, Blueberi, dentre outras de qualidade internacionalmente conhecida e comprovada.

Sapatilha infantil branca

Sapatilha infantil branca

Participe de clubes de compra

Outra maneira de comprar roupas importadas sem castigar seu bolso é participar de clubes de compra para ter acesso a descontos exclusivos. Normalmente, as roupinhas disponíveis são de coleções passadas, mas se a peça for básica, a aquisição costuma compensar, já que os descontos podem chegar a 70%. Agora fique de olho! Para não errar nesse tipo de compra, é indispensável ter noção do valor real do produto sem o desconto. Caso contrário, você pode achar que está fazendo um grande negócio, mas, na verdade, o desconto não existe.

Evite as compras por impulso

A roupa pode ser bonita, o preço pode ser bom, mas será que você não vai se arrepender depois de adquirir a peça? O modelo te agrada? A criança realmente está precisando daquela roupa? Você tem onde guardar a peça? O produto é fácil de lavar e passar? Qual a frequência que será utilizada? Antes de efetuar a compra, faça esses questionamentos e analise o custo-benefício da peça — evite assim as compras por impulso e os gastos desnecessários.

Outlets, bazares e brechós são boas pedidas

As mamães que desejam economizar nas compras de roupas importadas para bebê, podem também recorrer a brechós, bazares e outlets, sempre procurando se certificar do estado de conservação do produto, além de observar o tamanho da peça, para que não fique grande ou pequena demais.

Os grupos de venda e troca de roupas usadas oferecem, normalmente, a vantagem do preço baixo, mas esse é o tipo de negociação que implica em riscos, portanto, não compre de vendedores com má reputação e sempre procure referências antes de fechar negócios.

Já os outlets presenciais e online são mais seguros, as roupas são novas, há nota fiscal de compra e a possibilidade de troca. Ao visitar e-commerces de roupas infantis, sempre atente-se às categorias “Sale”, “Off”, “Promoção”, “Outlet”.

Vestido para festa infantil

Vestido para festa infantil

Use cupons de desconto

Um dos recursos queridinhos dos amantes de compras é o uso de cupons de desconto. A prática começou nos Estados Unidos e virou febre, mas, aos poucos, está conquistando também os brasileiros. Várias lojas já oferecem vales e códigos que podem ser usados para comprar produtos com preços mais acessíveis. Hoje em dia, também existem plataformas que oferecem dinheiro de volta em cada compra. Legal, não é mesmo?

Considere o custo-benefício

Preço não é tudo! Por vezes, o produto não é baratíssimo, mas a qualidade realmente compensa. Comprar roupas de boas marcas e produzidas com matérias-primas de alto padrão, também é uma maneira de economizar, ainda que se pague um pouco mais por elas. É importante considerar a relação de custo-benefício porque roupas de qualidade duram mais, podem ser usadas por mais tempo, repassadas do irmão mais velho para o irmão mais novo e diminuir a necessidade de comprar outras peças de vestuário.

Busque referências sobre a loja

Infelizmente, quando se trata de comércio, existem pessoas e empresas que agem de má fé, transformando uma compra inicialmente vantajosa, em um grande prejuízo. Para evitar que isso ocorra com você, compre as roupas importadas em lojas confiáveis para assegurar que o produto será entregue e impedir problemas com a autenticidade das peças. No processo de investigação acerca da reputação da empresa, ouça a opinião de amigos e familiares e não se esqueça de procurar depoimentos de outros consumidores. Se a compra for feita online, não deixe de checar se a loja virtual tem comprovadamente um site seguro. Existem selos que atestam essa segurança.

Compre roupas à medida que seu filho for crescendo

As crianças crescem muito rápido e muitas vezes não chegam a usar todas as roupas que seus pais compraram. Uma boa maneira de impedir que esse problema aconteça, é não fazer estoques das roupas. Vá comprando os itens à medida que seu filho for crescendo — você poupará dinheiro, tempo e trabalho, afinal, é mais fácil manter conservadas e em uso poucas roupinhas, do que muitas roupinhas, concorda?

Pense nas roupas que o bebê já tem

Uma boa dica para economizar antes de fazer compras, é pensar nas roupas que o seu filho já tem, assim você pode comprar peças complementares, que aumentarão o leque de possibilidades de combinações e evitarão que você gaste dinheiro com roupas que não precisava. Faça um panorama mental do armário do seu filho e pense no que vai combinar com o que. Se ele já tem um cardigã vermelho, por exemplo, será melhor investir em um cardigã azul ou cinza.

Conjunto para bebê menina

Conjunto para bebê menina

Estude a melhor forma de pagamento

Outro quesito importante na hora da compra é estudar qual é a forma de pagamento. Veja se há a possibilidade de parcelar, pagar com cartão ou até mesmo boleto bancário. Vale destacar que o pagamento no cartão de crédito é prático e conveniente, mas requer cuidados. Para que o aliado não se transforme em vilão, é preciso saber usá-lo a seu favor. Para tanto, planeje suas compras, considere as dívidas anteriores e jamais compre um valor superior ao que pode pagar. Para completar, evite a pegadinha dos juros e fuja do crédito rotativo a todo custo.

Estipule um limite de gastos

O prazer de adquirir roupas novas aumenta ainda mais quando as aquisições são feitas para os pimpolhos, afinal, vai dizer que você não adora ver os seus pequenos esbanjando charme, beleza e estilo? A moda infantil oferece uma série de possibilidades e é fácil ficar confuso diante dos modelos fofos e estilosos disponíveis no mercado.

Quando menos se espera, você será fisgada pelas vitrines e gastará mais do que deveria com os itens de vestuário para bebês. Fuja dessa armadilha e não comprometa excessivamente seu orçamento familiar. Estipule um valor limite para gastar com roupas importadas para o bebê. Isso te obrigará a fazer as compras com um olhar mais criterioso.

E aí, você gostou das nossas dicas? Esse guia será útil nas suas próximas compras de roupas importadas para seu bebê? Que outras estratégias você usa para vestir seu pequeno agregando estilo, qualidade e economia? Compartilhe as suas opiniões conosco através dos comentários.

Por mais que sejam bem resistentes e possuam um ótimo acabamento, procure cuidar das roupinhas importadas do seu bebê para que elas durem mais. Esse também é um jeito de economizar e praticar o consumo consciente! Para saber como conservar as roupas dos pimpolhos, confira nossas dicas de lavagem, armazenamento e afins!

30 out

Aposte na tendência da estampa floral para seu filho!

Aposte na tendência da estampa floral para seu filho!

A primavera é a estação mais bonita do ano! É nesse momento que começamos a nos preparar para o verão e apostamos tudo nas roupas coloridas e estampadas! Não há época melhor do que essa para dar uma boa renovada no guarda-roupa do pimpolho e incluir muitas peças coloridas e alegres! E a estampa floral é uma das que nunca saem de moda, principalmente durante a primavera. Continue acompanhando o nosso post e entenda mais sobre por que apostar nessa tendência para os seus pequenos!

Peças florais não são exclusividade de meninas

Se você acha que só porque o seu filho é menino, as peças florais não servem para ele, você está mais do que enganado! Esse tipo de estampa cai bem em qualquer criança, porque combina com a alegria e alto-astral delas. Além disso, sabemos que o mundo está cada vez mais moderno, dispensando tabus como os de que uma roupa deve ser exclusividade de um gênero ou de outro, não é mesmo?

Conjunto infantil masculino

Conjunto infantil masculino

Vestido de Festa Infantil Princesa Floral

Vestido de Festa Infantil Princesa Floral

Para que a sua pequena arrase na primavera, que tal apostar em um lindo vestidinho floral? Já para o seu pimpolho, uma camisa floral despojada pode ficar ótima com uma calça ou bermuda lisa. Basta usar a criatividade e ter cuidado para não exagerar, é claro!

Os vestidos com estampas florais são peças-chave da estação

Com o verão se aproximando, as temperaturas já começam a subir e, com elas, as roupinhas fresquinhas tomam conta dos guarda-roupas dos pequenos. A estampa floral combina demais com peças frescar e leves, por isso, os vestidinhos se tornam peças-chave para a primavera-verão.

Há vestidinhos fresquinhos com estampa floral para todas as idades e ocasiões! Você pode vestir sua pequena com um vestidinho bem fresquinho para passear no parque; ou então com um modelinho um pouco mais chique, para ir a festas de aniversário ou casamentos, por exemplo. O que importa é que essa é uma peça que não pode faltar!

Sapatinhos e meias também ficam lindos com estampas florais

Os sapatinhos e as meias também são opções que combinam muito com a estampa floral, desde que estejam em harmonia com o restante da roupa. Nesse ponto, os mais privilegiados são os bebês, uma vez que é muito fácil encontrar sapatinhos com estampa floral por aí.

Já se você preferir um sapatinho de uma cor uniforme, as meinhas estampadas florais são ótimas opções para dar mais vida à composição da roupa! Vale lembrar que há até mesmo tênis infantis com decoração floral, tudo um amor para os seus pequenos ficarem cada vez mais lindos e charmosos!

A estampa floral nunca sai de moda!

Como já comentamos, o floral combina — e sempre combinou! — muito com os baixinhos. Lembre-se, por exemplo, de quando você era criança: certamente você tinha alguma peça floral que era uma espécie de coringa no seu guarda-roupa, não é mesmo? Isso prova que o floral nunca sai de moda e que essa é uma escolha sem erro!

E por mais que essa estampa seja ainda mais usada em estações como primavera e verão, na época do frio ela também está lá, firme e forte nas lojas de roupas infantis. Procure mesclar, por exemplo, tons escuros com estampas de flores cor-de-rosa ou laranja, o resultado é uma fofura!

Vestido Infantil para Festa Princesa Floral Lilas

Vestido Infantil para Festa Princesa Floral Lilas

Acessórios florais dão chame às peças neutras

Os acessórios, por si só, já são ótimos para dar uma cara nova à roupa da criança. Quando eles são estampados com flores, então, a roupinha fica ainda mais alegre e cativante! Há opções de conjuntos que já combinam, por exemplo, uma calça preta com uma tiara de estampa igual à da calça. A combinação fica super moderna e deixa a sua pequena muito elegante!

Uma outra opção pode ser uma sainha floral e uma blusinha branca, por exemplo, é ponto positivo na certa para deixar a sua pequena elegante e fresquinha.

Acessório para cabelo

Acessório para cabelo

Menos é mais

Apesar de ser uma escolha sem erro, a estampa floral não deve ser usada com exageros e você deve saber. A máxima que diz que “menos é mais” aqui vale e muito. Por exemplo, se você já escolheu um body floralpara o seu baby, não há a necessidade escolher também um sapato floral e casaquinho floral. Neste caso, opte por um casaquinho liso e uma meia discreta. O seu bebê estará elegante e bem-vestido!

Da mesma maneira, se você já escolheu uma blusinha toda estampada, a calça que também é floral, apesar de ser linda, precisará ficar de fora da composição para não exagerar, né?

A opinião da criança deve ser ouvida

Apesar de tudo, algo que precisa sempre ser levado em consideração é a vontade da criança. Por mais que um vestido floral seja lindo, se ele existir somente na cor verde e a sua filha não gosta nem um pouco dessa cor, não compre. Isso porque se você comprar algo que os seus filhos não gostam, mais tarde eles se recusarão a vestir e aí você terá gasto tempo e dinheiro com uma compra em vão.

Diante disso, busque sempre pedir a opinião dos seus filhos antes de comprar alguma roupa para eles. Além de isso fazer a criança se sentir valorizada, ainda te ajudará a comprar um item que seja realmente útil e que não vá ficar parado no guarda-roupa.

Como você já deve ter entendido, a estampa floral combina com tudo — meninos ou meninas, calor ou frio etc. —, basta ter sabedoria e bom senso na hora de planejar a roupa dos pequenos. Essa estampa é clássica e estará sempre na moda! Só não vale deixar de perguntar, antes de tudo, se os pequenos gostam da roupa, combinado?

Outra dica muito importante é optar sempre pelas roupas de marcas reconhecidas, que oferecem mais conforto e qualidade para o seu pequeno. Para saber mais, confira também o nosso post sobre as tendências da moda primavera verão para os seus filhos e seja uma mamãe antenada!

E agora conte para nós, os seus pimpolhos também são fãs da estampa floral? Que tipo de roupas eles mais preferem? Compartilhe nos comentários e continue acompanhando as nossas dicas!