Novo irmão – e agora?

NOVO IRMÃO E AGORA?

Um novo membro na família é sempre motivo de muita alegria, em vista de que um neném traz consigo muito amor, além de construir laços mais fortes entre todos que lhe recebem! Mas… acontece de ser também razão para o ciúme, uma vez que quando se é filho único por muito tempo, ganhar um irmãozinho pode ser bastante confuso.

A atenção dos pais será dividida, bem como os ambientes, brinquedos etc. isso assusta o pequeno que sempre foi foco principal de todos os momentos em família. É como toda novidade: o desconhecido é preocupante, no entanto, quando bem apresentado se torna interessante!

Para que a novidade seja uma boa notícia como ela é por essência, a mamãe e o papai devem ficar atentos aos sinais de que existe algo errado: o comportamento está diferente? Ele anda aprontando? Está inquieto? Provocativo? Se as respostas para as questões forem sim, provavelmente ele está procurando um jeito de lhe chamar atenção, – positiva ou não -.

Uma boa conversa sempre resolve tudo e aqui não é diferente: diga que entende quanto é diferente ter que dividir tudo agora, mas que o amor continua do mesmo jeitinho, acerca de que ela ainda continua única e especial como é, assim como seu irmão é e será.

Mesmo com as tarefas corridas de ter um recém-nascido em casa, reserve tempo para estar com o mais velho, mesmo que apenas para diálogos: pergunte como foi na escola, o momento com os colegas etc. não o deixe sentir-se de lado!

Apresente as tantas coisas que eles poderão fazer um dia: jogar bola, brincar juntos, estudar e rir, por exemplo, e termine contando que ele nunca estará sozinho e seu irmãozinho, será como um melhor amigo dentro de casa.

Crie contato entre os dois. Envolva o mais velho em todas as responsabilidades com o irmão (com sua supervisão). Por exemplo: a troca de roupa do bebê; a alimentação – quando o mais novo começar a comer alimentos sólidos-; empurrar o carrinho etc. para que ele se sinta importante, o irmão mais velho!

Seja consistente e mantenha as mesmas regras que já existiam em casa e quando bebê já estiver maior, seja sempre justo com ambos.

E por fim, lembre-se o ciúme vai passar e os dois serão tão próximos quanto bons amigos! Porquê irmãos são almas que se completam e ao decorrer do convívio, confiaram seus segredos, seus risos e perceberão todo o amor que os envolve.

Artigo criado em parceria com a Timokids

Baixe o Timokids Grátis em seu celular e tablet:

http://timokids.com.br/ios.html

http://timokids.com.br/android.html

http://timokids.com.br/windowsphone.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *